Pincelada – parte 2

E aí, môzamô? Tudo bem?

Tão calmas? Hoje, continua a saga dos pincéis! E o assunto hoje é comprido: olhos!

Pensando aqui, ao lado dos meus pincéis enfileirados, acabei de perceber como a maquiagem dos olhos é importante e vai definir todo o resto. Claro que cada parte tem a sua importância, mas sabe como é… Uma pele bem feita “desaparece”. Olhos bem maquiados hipnotizam e a gente diz: “Quero essa sombra!”. E o pincel, hein gata? Dependendo do pincel, uma mesma sombra pode ter vários efeitos diferentes. Então vamos deixar de “mimimi” e borá falar deles: a parte 2 do babado!

Para lembrar a diferença entre cerdas naturais e sintéticas, vejam a parte 1, ok? Vale igual!

2.1 – Por que tantos formatos?

Seguinte… Basta lembrar quantos tipos de sombras existem: compactas, pigmentos soltos, minerais, cremosas, em mousse, em gel… Cansei! E a gente ainda tem os tipos de aplicações e efeitos: marcadas, esfumadas, delineadas… Sem falar que o olho, tão pequenito, é dividido em várias partes: canto interno, canto externo, pálpebra superior, pálpebra inferior, côncavo! E agora, eu cheguei onde queria! Rá!

Pra ninguém voar na minha “falação”, lá vai um esquema do olho:

Pra aprender direitinho!
Imagem: sabrinainhouse.blogspot.com.br

2.2 – Aplicar! Já!

Para ‘colocar’ a sombra na pálpebra, primeiro temos de pensar na textura da sombra: as cremosas vão muito bem com os dedos! Eles ajudam a fixar e espalham melhor, o calor do dedo ajuda a sombra cremosa a ‘assentar’ bem. Já os pós (compactos ou soltos) são bem mais fáceis de aplicar com pincel, o que não impede de usar os dedinhos, que trabalham super bem com as sombras (pigmentos) soltas. Os pincéis ideais para a aplicação são os de base chata e mais larguinhos. Quanto maior o pincel, mais suave será o efeito da sombra. Cerdas naturais para uma aplicação mais esfumada e sintéticas para mais fortes. O formato do corte das cerdas é ligeiramente arredondado, que colabora com a maciez necessária.  Casso o corte seja chanfrado, o pincel é ideal para aplicar a sombra no côncavo sem marcar, dando um efeito esfumado.

De baixo para cima: Elf (chanfradinho), M.A.C, Sephora, NYX, Marco Boni, ProArt e Marco Boni.
Foto: Amélia Moura

2.3 – Falando em côncavo…

Tudo é “côncavo pra lá, côncavo pra cá!”, mas pouca gente que eu conheço, acerta o tal lugar. O truque é: coloque o dedo levemente sobre a sua pálpebra superior e você vai achar uma depressão, um local fundo entre o osso que fica abaixo da sobrancelha e a bolotinha do olho, esse “vale” é o côncavo. Um bom jeito de vê-lo é ficar de frente ao espelho e franzir a testa, levantando as sobrancelhas. Tá lá! Você vê bem o ‘danado’! E por que marcar? O côncavo dá profundidade ao olhar. A beleza do rosto se revela nas saliências e reentrâncias. Um rosto chapado deixa uma aparência sem graça!

Acho que esses pincéis ‘lápis’ foram as minhas melhores descobertas para um olho bem maquiado. Eles tem esse formato com a base redonda e a ponta bicuda, que “entra” e percorre o côncavo de maneira perfeita, e ainda ajudam a fazer o “C” do côncavo com a linha dos cílios superiores para uma sombra estilo gatinho, puxadinha. Basta um pouco de treino. Os pincéis mais finos vão fazer traços mais marcados, linhas mais certas; enquanto os mais gordinhos fazem linhas mais suaves e ajudam a esfumá-las.

De baixo para cima: O Boticário, Klass Vough e Coastal Scents (mais finos e precisos para linhas de cõncavo mais marcadas), e M.A.C, Klass Vough e Coastal Scents (mais gordinhos para côncavos mais esfumadinhos).
Foto: Amélia Moura

2.4 – Esfumar, esfumar, esfumar… Que repetitivo!

Sabem o que deixa uma sombra cafona? A cor? Claro que não, gata!!! Pode se jogar na sombra azul (eu adoro!). A bronca é quando ficam linhas marcadas entre as cores. Nossa… É muito ruim! E sabe o que faltou? Rá! ES-FU-MAR! (Esfumaçar não existe, viu? Nem para quem fuma! Larga isso, hein?) Para esfumar bem, o pincel precisa ser macio (cerdas naturais de preferência e mais longas) e ser todo redondinho (base e corte). A maneira mais eficiente de esfumar com esses pincéis é com movimentos circulares ou acompanhando a linha da sombra de maneira bem suave.

De baixo para cima: Elf, Klass Vough e Klass Vough. Macios e redondos! Meus amores! ❤
Foto: Amélia Moura

2.5 – Piscadinha sensual e discreta!

Para uma maquiagem rápida e bem linda, uma solução é passar a sombra rente aos cílios, como um delineador, só que bem mais simples e fácil! Qual a solução? Pincel larguinho, curto e durinho! Pá! Linha precisa e não tão marcada quanto o delineador.

De baixo para cima: Elf (cerdas naaturais) e UBU (cerdas sintéticas). Achatados, largos e durinhos!
Foto: Amélia Moura

2.6 – Alguém falou em delineador?

Antes de comprar pincel, arrume paciência! Putz! Delineador é trabalho de artesão! São três tipos bem bons de pincéis para tal fim: de pelinhos longos e fininho (ideal para um tracinho fino rente aos cílios, mas fica difícil de fazer a pontinha por ser mole), chanfrado (normalmente de cerdas sintéticas pois são mais firmes e dão a precisão necessária. O chanfro é ótimo pra definir o ângulo da pontinha porque basta você encostá-lo na angulação que quiser), e por fim, o meu preferido, o micro de cerdas bem durinhas (dá uma precisão incrível e por ser pequenininho, você pode ir aumentando o traço aos pouquinhos!).

De baixo para cima: Coastal Scents, O Boticário e M.A.C.
Foto: Amélia Moura

2.7 – Luz dos olhos meus

Iluminar o canto interno! Fica gata demais e as pessoas vão ver a luz, a beleza e não vão saber de onde vem aquilo! É magya! Pois… Para tanto encantamento, um pincel pequenininho e macio vai colocar a sombra iluminadora no lugar, sem sujar tudo, sem bagunçar! Mas pode usar o mindinho também, viu? Com cuidado!

De baixo para cima: Sephora, NYX e Sephora. Pequenos para não borrar tudo!
Foto: Amélia Moura

2.8 – Pálpebra inferior ninguém lembra, né?

Gente, só lápis? Sério? Que antigo… Uma sombra bem aplicada rente aos cílios inferiores na pálpebra inferior (pra quem não tem o olhinho caído, viu?) dá um charme de lascar! Principalmente com as sombras metálicas que estão suuuuuper na moda para a próxima estação (que por sinal, chega hoje! É primaveeeeraaaaa… Te amoooooooo!!!). Ninguém quer ficar com o olho borrado, fundo, sujo, com aparência de cansaço, então borá usar pincéis de base achatada, pequenos e de cerdas curtas e durinhas, ok? Quase de precisão!

De baixo para cima: ProArt, Elf e ProArt. Fininhos e durinhos!
Foto: Amélia Moura

2.9 – Bônus!

Pincel para pentear e escovar a sobrancelha é ótimo pra carregar na bolsa e dar uma “geral” na cara antes do happy hour, ok?
“E esse “pincel” de ponta de borracha, mulher???” Menina… É pra glitter, “tu crê”? O glitter gruda nessa pontinha lindamente e você vai e transfere pro olho! Pá! Tá linda!

De baixo para cima: pincel descartável para pentear e escovar sobrancelha (Klass Vough) e “pá” de silicone para glitter (Sephora).
Foto: Amélia Moura

E aí? Será que sobrou alguma coisa? Os links para compras e locais são os mesmos da parte 1! Se alguém discorda e quer brigar falar, mete a boca no trombone! Eu quero saber se vocês tão curtindo os posts didáticos, se tá servindo pra alguma coisa! Cadê o feedback, amadas? 😉

Beijos e logo, logo tem a parte 3! :*

Anúncios

Um comentário em “Pincelada – parte 2

  1. […] guiam a escolha dos pincéis. Isso acontece pelos mesmos motivos que já falamos nas partes 1 e 2. Produtos líquidos e cremosos vão super bem com cerdas sintéticas, já cerdas naturais esfumam […]

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s