O que é vermelho?

Sábado fui ao teatro ver Antônio Fagundes interpretando o papel de Mark Rothko na peça “vermelho” que passou o final de semana em cartaz aqui em Recife.

O texto abaixo faz parte da peça que indico demais para quem quer entender um pouquinho da arte dele, que pra alguns parece tão abstrata, mas é tão forte de conteúdo. A foto é de Steve McCurry e foi feita na India em 96 durante uma cerimônia Hindu.

O que é o vermelho?

ROTHKO. E vermelho! E vermelho! E vermelho! Eu nem sei o que isso quer dizer! O que quer dizer ‘vermelho’ para mim? Você quer dizer escarlate? Você quer dizer carmesim? Você quer dizer ameixa-amora-magenta-borgonha-salmon-carmim-coral? Qualquer coisa menos ‘vermelho’. O que é ‘VERMELHO’?

[…]

KEN. Vermelho é o bater do coração. Vermelha é a paixão. Vinho é vermelho. Rosas são vermelhas. Batom vermelho. Beterrabas. Tulipas. Pimenta vermelha.

[…]

ROTHKO. O incêndio na noite de Dresden. O sol em Russeau, a bandeira de Delacroix, o manto em El Greco.

Sala de aula de Julian Germain

Hoje é dia do professor e resolvi não vou colocar uma única foto, mas uma série.

O trabalho abaixo é do fotógrafo Julian Germain que começou um projeto super legal fotografando alunos em suas salas de aula. É incrível como uma foto tão trivial expõe a realidade da cultura de todo um país. Desde as salas de aula das crianças de bochecha rosada da Grã-bretanha às salas de aula separatistas do Bahrein.

Crianças sendo ensinadas a ser o futuro. E são estes rostos que os professores de cada um desses países encaram. Educação não é apenas ensinar matemática, mas é definir o futuro de uma sociedade. Se quiser ver mais dá pra conferir todas no site de Julian Germain.

Mariana foi pro mar

A foto do dia é de Chris Burkard e a música da banda “Ira”. Boa semana pra vocês!

Mariana foi pro mar

Deixou seus bens mais valiosos com o cachorro e foi viajar
Foi de coração
Pois o marido saiu pra comprar cigarros e desapareceu
Foi visto no Japão
Com a vizinha, sua ex melhor amiga
Mariana foi ao chão

E ela pensou por muitas vezes
Se usava sua Mauser ou o gás de seu fogão
Mas seu último direito ela viu que era um erro
Mariana foi pro mar

Mariana se cansou
Olhou o que restava da sua vida
Sem direito a pensão
Sem um puto pra gastar
Sempre foi moça mimada
Mas tinha em si a vocação do lar

E foi numa tarde de domingo
Que ganhou tudo no bingo
Sorte no jogo azar no amor
E sua bagagem estava pronta
Parecia que sabia do seu prêmio de consolação

Mudou o itinerário
Trocou o funerário
Pelo atraso do avião

Uma lágrima de sal
Percorre no seu rosto misturando-se ao creme facial
Onde foi que ela errou?
Se acreditava na sinceridade de sua vida conjugal

E se ela pensava muitas vezes
se usava uma pistola ou o gás do seu fogão
Mas ela mudou o itinerário
Trocou o obituário pelo atraso do avião

Hoje ela desfila pela areia
Com total desprezo pelos machos de plantão
Ela está bem diferente
Ama ser independente
Mariana foi pro mar