Falando sobre fotografia

Gente, várias vezes me encantei com alguns tópicos sobre fotografia, tive vontade de dividir com vocês, mas fiquei na dúvida se cabia neste espaço. Daí lembrei que este blog também nasceu pra falar sobre fotografia, mas até hoje nenhum post, com exceção das fotos do dia, foram sobre o assunto. Então pra encurtar a conversa, aviso que começo a partir de hoje a falar de fotografia, com o meu olhar de moça curiosa no assunto. Amadora com muito amor! Mel pode até me ajudar, já que ela sim tem propriedade pra falar disso, não só ama a fotografia como estuda a danada. Ela anda super ocupada, mas vou pedir pra ela deixar umas dicas pra gente também, ok?!

E não importa se você anda com sua câmera portátil na bolsa, se você só gosta de fotografar nas suas viagens, se registra sua rotina no Instagram ou se sabe quem foi Cartier-Bresson. Espero passar alguma coisa de conhecimento aos que nunca tiraram a máquina do modo manual. Atualizar vocês com as novidades da fotografia. Admirar os muitos artistas que encontraram na fotografia sua forma de expressão.

E pra mim fotografia tem sim muito haver com maquiagem. Fotografia é contraste de luz e sombra. Maquiagem também! Brincar com cheios e vazios. Compor com cores. Não seria a maquiagem nossa forma de expressão diária?

Como ontem não coloquei foto do dia essa aqui embaixo é do tal Cartier-Bresson, tem como não se apaixonar?

henri-cartier-bresson-umbrella

Anúncios

O que é vermelho?

Sábado fui ao teatro ver Antônio Fagundes interpretando o papel de Mark Rothko na peça “vermelho” que passou o final de semana em cartaz aqui em Recife.

O texto abaixo faz parte da peça que indico demais para quem quer entender um pouquinho da arte dele, que pra alguns parece tão abstrata, mas é tão forte de conteúdo. A foto é de Steve McCurry e foi feita na India em 96 durante uma cerimônia Hindu.

O que é o vermelho?

ROTHKO. E vermelho! E vermelho! E vermelho! Eu nem sei o que isso quer dizer! O que quer dizer ‘vermelho’ para mim? Você quer dizer escarlate? Você quer dizer carmesim? Você quer dizer ameixa-amora-magenta-borgonha-salmon-carmim-coral? Qualquer coisa menos ‘vermelho’. O que é ‘VERMELHO’?

[…]

KEN. Vermelho é o bater do coração. Vermelha é a paixão. Vinho é vermelho. Rosas são vermelhas. Batom vermelho. Beterrabas. Tulipas. Pimenta vermelha.

[…]

ROTHKO. O incêndio na noite de Dresden. O sol em Russeau, a bandeira de Delacroix, o manto em El Greco.

Beleza e fotografia

Já que segunda é dia de fotografia por aqui, vou aproveitar pra publicar uma imagem que faz parte de quem sou hoje!

Primeiro, vou contar uns detalhes: eu sempre fui nariguda! Desde criancinha! E todo mundo pegava no meu pé. Os coleguinhas do colégio, primos, tios… Só meus pais diziam que meu nariz era lindo, mas qual pai acha o filho feio, né? Uma vez, quando eu já pensava em cirurgia plástica, vi essa foto de Barbra Streisand numa revista e achei linda! Que atitude, que maquiagem incrível! Vi filmes, virei fã e nunca mais liguei para o que falavam do meu nariz. Hoje, tenho um orgulho danado de ser nariguda, do histórico familiar que isso indica e de como me diferencia de outras pessoas. Tempos depois desse dia, dei de cara outra vez com a imagem. Dessa vez, já estudando fotografia, fiquei curiosa para saber quem tinha sido o fotógrafo corajoso que fez uma nariguda famosa em 1965 fazer uma pose que destacava essa característica.

Descobri então, Richard Avedon! Se Barbra Streisand me ajudou a aceitar e amar uma característica física minha, Avedon me fez querer ser fotógrafa e quem sabe, um dia, fazer imagens que toquem a vida de alguém. ❤

E agora, a linda foto! Sempre dá vontade de delinear os olhos quando a vejo!

Barbra Streisand por Richard Avedon em 1965

Beijos da nariguda!

Spoiler: meu próximo post tratará de maquiagem e fotografia! 😉

Ouro – tutorial

Dica de make para peles morenas! Ananda, nossa modelo do dia, tem um tom de pele morena bem clara, com pontos de luminosidade naturais na maçã do rosto. A pele dela é de fazer inveja a qualquer mortal. Lisinha sem nenhuma marca, poros bem fechados e muita luz. Ju Mendonça foi a responsável pela make e como a pele de Ananda já tinha essa luminosidade natural a idéia foi destacar mais ainda usando dourado nos olhos e no rosto. Na boca um batom coral pra dar uma alegrada no look.

Essa parte eu pedi pra Ju Mendonça explicar como fez a make de Ananda!!

“A menina tem uma pele linda, né? Então, apenas para suavizar as olheiras, usei minha paleta de corretivos Kryolan. Pra não ficar pesado, usei o tom na mesma cor da pele dela. É muito difícil alguém acertar com corretivo mais claro, tem que ter muito cuidado pra não ficar “panda invertido”! É sempre mais seguro optar por corretivo no tom da pele!! No rosto todo, usei um bronzer da Shiseido, pra uniformizar a cor da pele dela e dar um toque de “fui pra praia”.

Como blush, usei o trio da coleção MAC Wonderwoman, que é um blush com efeito mineral e cheio de brilho. Pra iluminar usei o Sun Beam, da Benefit, que é um douradinho lindo! Super recomendo pra quem tem o tom de pele de Ananda. Em mim achei que ficou sem vida, mas nela realçou o brilho natural da pele! Pra complementar (eu AMO o combo iluminador líquido + iluminador em pó), usei o dourado do trio da Wonderwoman.

Nos olhos, escolhi tons terrosos, apenas para dar profundidade ao olhar, e tons dourados para iluminar o canto dos olhos. Pus a sombra marrom acobreada em toda pálpebra, a mais escura para esfumar o canto e o côncavo e o dourado no canto interno. Para finalizar os olhos, delineador dourado rente aos cílios inferiores e rímel They’re Real. Para dar ainda mais profundidade ao olhar, corrigi a sobrancelha ralinha dela com lápis, esfumando (seguindo a dica de Sassá!) para não ficar marcado.

Pra finalizar a make, que é a cara do verão (apesar da época chuvosa em Recife), nada melhor que um batom coral! O escolhido foi o Vegas Volt, da MAC. Ele tem um acabamento Amplified, que é super pigmentado e com brilho discreto!”

As fotos mostram alguns dos produtos usados!! Abaixo as paletas!! Tem Kryolan, Naked e paleta Smokey Eyes da MAC.

Acabamento com iluminador, blush e bronzer misturados fica lindo para o verão! E o combo iluminador líquido+iluminador em pó.

Batom coral pra complementar! Fica lindo com dourado!

Olhos e sobrancelhas! Rímel marcando os cílios sem deixá-los muito volumosos, sobrancelha desenhada com lápis e delineador dourado.

Antes, durante e depois! Ananda chegou com cara de menina e saiu com cara de mulherão!!

Com licença…

Cheguei! Ah, vocês não me conhecem, né? Meu nome é Mel. Como eu cheguei aqui? Ah… Fui convidada pelas duas “Ju” para escrever também!  Por quê? Pelo ‘love’ do título do blog. Amor!

Nós três nos conhecemos há tempos e, além de uma boa ajuda do destino, vários interesses em comum selaram nossa amizade: arquitetura, fotografia, maquiagem, ou seja, ARTE!
Arte? É! Não importa como você pinta e preenche espaços, não importa o instrumento, não importa o suporte, não importa a permanência. Ah… A permanência… Ou melhor, a ausência dela. Como é ruim lavar o rosto depois da festa bapho que mereceu aquele capricho na maquiagem. Além da preguiça, deu taaaaaaaanto trabalho! Mas tem de tirar, tem de cuidar da pele. A pele é o suporte da arte da maquiagem! Faz uma foto pra registrar tudo, pra fixar a existência!

Claro que não foi só pela amizade que recebi o convite! Olha o nepotismo!!! Eu morava em Recife como as ‘patroas’, mas no início de 2012, vim de ‘mala e cuia’ para São Paulo fazer uma pós graduação e assim, vou ser uma espécie de correspondente interestadual. Sou fotógrafa por formação e viciada em maquiagem por descuido. Já fiz cursos e leio tudo que vejo sobre esses assuntos, além de escrever numa ‘fan page’ sobre beleza lá no Facebook, onde troco informações com mais de 500 pessoas que deram a velha e bacana curtida! Pesquiso muito na internet e compro outro tanto de produtos, online e de maneira analógica, para poder dar minha opinião, ajudar e me pintar! Como eu amo me pintar! Como eu tenho ‘love4make’! Agora, mais que nunca…

Beijos e até o próximo post. 😉

Ps.: tenho o dever de avisar a vocês que eu levo tudo muito a sério, mas sou bem ‘sem-vergonha’, como diz meu pai. Humor faz a vida ser mais leve e a gente ficar mais bonita!

Aloka

Eu mesma em momento make + alegria!