Sobrancelha com Sassá!

Oi gente!! Semana passada fui fazer a sobrancelha com Sassá, a gênia da sobrancelha, lá do salão de Dorinha, que eu vou desde pirra! E ela tinha ficado de me ajudar com um post especial sobre sobrancelhas, e eu só precisava achar uma cobaia! E daí que arranjei a cobaia no mesmo dia, né?? E este sábado levei Maria Luiza, minha concunhada, pra ser minha cobaia! Ela chegou lá dizendo que ela ia ser uma cobaia fraquinha, já que a sobrancelha dela era ralinha e quase não tinha coisa pra tirar! No final ela descobriu que não só tinha o que tirar, como o formato da sobrancelha dela estava deixando o olhar dela triste! Vamos ver o passo-a-passo?

Primeiro, Sassá pega sua régua e marca as extremidades da sobrancelha (explico melhor abaixo). Depois, ela vai desenhando a sobrancelha com a pinça embaixo, deixando-a mais reta e menos arqueada, para tirar o aspecto de sobrancelha “caída”. Pra tirar os fiozinhos de cima Sassá usa a linha, que tira até os fios mais curtos, evitando que se quebrem. Pra finalizar, penteia tudo pra cima com uma escovinha e corta o excesso.

Daí ela terminou o trabalho da pinça e da linha, mas se engana quem acha que acabou por aí! Ela pega o lápis de sobrancelha e aconselha Malu (pros íntimos kkkk) aonde ela não deve mexer pra deixar os fios crescerem. Depois de fazer o desenho com o lápis, ela passa a escovinha pra esfumar o traço e deixar mais natural! Não é incrível a diferença que faz?

E falando em diferença, olha a diferença de um lado pro outro do rosto, gente!! Lado esquerdo já feita e pintada e o lado direito ainda sem fazer!! Vamos ao outro lado da sobrancelha?

Dessa vez, após terminar o “tira-tira”, Sassá deu as dicas e explicou melhor como usar a régua dela, especial para sobrancelhas. Traçando uma reta do canto externo do nariz ao canto externo do olho, marca-se o final da sobrancelha. O ponto mais alto da sobrancelha é marcado ao ligar o canto da pontinha do nariz à íris do olho (claro que a pessoa tem que olhar reto na hora, né?). E pra traçar o início da sobrancelha, traça-se uma linha reta partindo do lado da pontinha do nariz. Daí, a pessoa pode desenhar sua sobrancelha com o lápis seguindo esses 3 pontos, lembrando de esfumar com a escovinha depois, hein?

E esse foi o lápis usado, o de sobrancelha da Mary Kay. E claro que Malu comprou um, que vende lá mesmo, na recepção, por apenas R$30,00!! É uma opção boa e barata, mas claro que há centenas de lápis de sobrancelha por aí!! Eu tenho um da Guerlain que Sassá usou do lado direito pra testar, mas é uma opção bem mais carinha!!

Por fim, a “criatura e a criadora”, segundo Malu!! Obrigada às duas pela ajuda no post!!

Beijos a todos e até o próximo post! 😉